segunda-feira, 29 de novembro de 2010

"Ainda há vagas"


E isso não é um momento comercial no Blog! Não estou contratando ninguém através do blog. Essa é uma afirmação feita por Rubens Régis, presidente da Associação Brasileira de Resorts, vinculada neste domingo no Estado de São Paulo (caderno de Empregos pag.3), sob o titulo de “Sol, praia e boas chances de emprego no verão”.

A reportagem traz a possibilidade de se trabalhar como temporário durante o verão, em julho escrevi um texto chamado “Férias – alta temporada de trabalho”, e depois em outubro coloquei uma oportunidade de trabalho junto a uma empresa especializada em contratações para navio, e indicação de um blog sobre esse trabalho, quem não viu clique no link e leia.
Apesar da proximidade da temporada, Regis diz que ainda há tempo para se habilitar. O trabalho temporário muitas vezes tem se convertido em contratação para o ano inteiro.
A reportagem traz também que a Royal Caribean (operadora de cruzeiros marítimos) tem 140 vagas para embarque imediato em diversas áreas, segundo Douglas Santos, responsável pelo recrutamento. A qualificação é sempre um fator que diferencia os candidatos nos mais diversos trabalhos e aqui não seria diferente, apesar de a reportagem traz em um quadro ao lado o inglês como algo fundamental, existem casos onde a qualificação na área supera esse fator.


Ao final da reportagem Rubens comenta que as vagas para cruzeiros representam uma ameaça para os empregadores do continente, “pois são oferecidos salários mais altos, assim os mais qualificados preferem os navios", e aponta como uma diferença relevante o fato deles não serem contratados em regime de CLT (consolidação das leis trabalhistas), sendo uma concorrência desleal. Douglas, afirma que a Royal segue padrões internacionais.O Ministério do Trabalho divulgou um Termo chamado “Ajuste de conduta (TAC)” , na busca de garantir alguns direitos dos funcionários de cruzeiros (+1, +2).Quero agora fazer um comentário especifico da área de recreação e lazer que pode ser semelhante a outras áreas. Não considero uma concorrência desleal com os hotéis, pois o nosso trabalho na maioria das vezes é sazonal, portanto cada um deve analisar suas capacidades e competências e ver qual contratação lhe convém. E querer uma melhor remuneração não é um problema, é uma questão de posicionamento e estruturação da área. A experiência como contratante hoje me mostra situações que o hotel/empresa tenta contratar diretamente a equipe tentando diminuir custos, ou ate alguém da equipe tenta um contato direto buscando ganhar mais. Algumas vezes sem o conhecimento (chamado Know-how) necessário, mas ai sim preocupado apenas no retorno financeiro (a questão ética fica para cada leitor), que sabemos é fator determinante nos negócios. Mas isso é assunto para outro texto...A temporada esta apenas começando, boa sorte a todos nós!!E aqueles que quiserem por favor deixem seu recado ou opinião sobre o assunto.


Royal Caribbean Brasil - http://www.royalcaribbeanbrasil.com.br/

Onde tem (+) você encontra outras noticias sobre o assunto.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Rio Carnaval 2011

A Sapucai aguarda o Carnaval 2011

Esse é um espaço democrático e assim que soube os temas e enredos do carnaval de São Paulo eu publiquei. Então agora é a vez do Rio de Janeiro, mais uma vez exibirei os nomes da escola e de seus samba-enredos e com eles um link para o site das agremiações. Aos interessados em mais informações, reescrevo para aqueles que fazem parte das “Escolas” ou não e quiserem comentar abaixo falando um pouco mais, sintam-se em casa ou em sua quadra, tenho a minha escola e meu amor por ela, mas antes disso tenho respeito pela cultura, pelo samba e pelo Carnaval.

· Beija Flor – “A simplicidade de um Rei”
· Grande Rio – Y-Jurerê mirim “A encantadora ilha das bruxas (Um conto de Cascaes)”
· Imperatriz Leopoldinense – “A imperatriz adverte: Sambar faz bem a saúde”
· Mangueira – “O filho fiel, sempre Mangueira”
· Mocidade – “Parábolas dos divinos semeadores”
· Portela – “Rio, azul da cor do mar”
· Porto da Pedra – “O sonho sempre vem pra quem sonhas...”
· Salgueiro – “Salgueiro apresenta: O Rio no cinema”
· São Clemente – “O seu, o meu, o nosso Rio, abençoado por Deus e bonito por natureza”
· União da Ilha – “Mistério da Vida”
· Unidos da Tijuca – “Essa noite levarei sua alma”Vila Isabel – “Mitos e histórias entrelaçadas pelos fios de cabelo” **Campeã 2010**
· Vila Isabel – “Mitos e histórias entrelaçadas pelos fios de cabelo”


Ordem do Desfile das Escolas do grupo especial do RJ

Domingo (06/03/2011)
São Clemente
Imperatriz
Mocidade
Unidos da Tijuca
Vila Isabel
Mangueira

Segunda-feira (07/03/2011)
União da Ilha
Salgueiro
Portela
Grande Rio
Porto da Pedra
Beija-Flor


Se quiser ouvir os Sambas você pode escutar todos nesse link do Globo.com

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Consciência, com ciência ou estar ciente

Nesse último dia 20 aconteceram alguns eventos na cidade de São Paulo, e acredito que em outras cidades no país também, relacionados ao dia da consciência negra. Uma referencia a data de morte de Zumbi dos Palmares. Acredito ser importante tomar ciência dos acontecimentos, como a data do dia 20 fazer referencia ao Zumbi dos Palmares. Você sabia?
Mas temos que estar atentos a muito mais, essa semana aconteceu um caso de agressão sofrida por um rapaz no meio da Av. Paulista (SP) por outro garoto, aparentemente sem razão ( Os fatos que tenho conhecimento até agora são os que aparecem em um vídeo gravado por uma câmera de segurança - noticias). De acordo com o segurança que evitou algo pior ao tentar apartar a agressão ao perguntar o porquê estavam fazendo aquilo, a resposta foi “porque ele é viado”. Soou-me tão estranho quanto uma explicação há um tempo atrás (20/04/1997) "nós estavamos brincando", ao atear fogo a um índio dormindo na rua.
Pensando um pouco sobre os acontecimentos fui buscar no mini-dicionário Houaiss as definições das palavras:

Ciente
1. Informado, sabedor
2. versado em qualquer ciência ou matéria; sábio
Ciência
1. Conjunto de conhecimentos sistematizados relativos a um determinado objeto de estudo
2. Noção precisa; consciência
3. Conjuntos de conhecimentos práticos, técnicos ou intuitivos
Consciência
1. Compreensão que se tem da própria existência
2. Conhecimento, discernimento (tem c. dos seus direitos)
3. Faculdade de se julgar moralmente (não faz nada contra sua c.)
4. Posse das faculdades como ver, ouvir, pensar etc
5. Sentido de responsabilidade dever6. dignidade e honradez


Somos informados e por que não dizer bombardeados com informações a todo dia, a toda hora, o que não sei é o quanto transformamos isso em conhecimento.Qual seria nosso objeto de estudo dentro de uma sociedade onde temos que fazer um feriado para a data ser lembrada?
Questiono se todos conseguem visualizar e refletir sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional, pois a data é celebrada desde 1960, mas sabemos que tomou maior proporção a partir do momento onde apareceu como feriado (projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003).
Consciência que não deve aparecer apenas em datas comemorativas, que mudam de nome, “consciência negra, parada do orgulho gay, 7 ou 21 de setembro” como exemplos. Não estou igualando as questões, mas o meu sentimento de que determinados pensamento só aparecem nessas datas.
Por que não ter esta responsabilidade todos os dias?
Ver, ouvir, pensar em si mesmo e no outro como alguém que tem os mesmos direitos? Julgamentos morais, só se forem para trazer uma vida muito mais ciente de nossos atos, e que o conhecimento (ciência) e sentimentos de respeito, se apresente como pilares que sustentam nossa consciência de que somos iguais.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Bullying



No texto anterior comentei sobre o sentimento de uma criança, e acredito que vale mais um comentário. Na história que contei imaginei a principio, que o que havia magoado a criança seriam atitudes tomada por outras crianças, como piadinhas ou algum insulto.

Essa situação, que parece simples, se formos pensar acontece a muitos anos, quem nunca ouviu... “quatro-olhos” (para quem usa óculos - comentário de quem ajuda na correção dos textos e usa oculos - "por incrível que pareça escutei isso uma vez só, e o menino veio me pedir desculpas depois!!"), “mentira” (quem tem pernas curtas – meninas de baixa estatura) entre outros que são desnecessários colocar aqui (até para não dar idéia).

Isso para colocar em questão o que pode acontecer com crianças que passam por essas situações, e claro por muitas outras, até por casos que podem chegar a extremos.

O chamado Bullying, (wikipédia e Cartilha Nacional da Justiça) é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados contra uma pessoa incapaz de se defender. Entenda incapaz como aquele que nao tem conhecimento ou habilidade (mini dicionário Houaiss), habilidade para se afastar desses acontecimentos.


Dados do brasil

Esse é um assunto que vai e volta dentro e fora dos colégios, e como os dados acima apresentam, acontecem muito mais do que imaginamos.
Alguns dados sobre a Europa retirados do filme Bullying (Provocações sem limites).Segundo estudos da União Européia sofrem bullying 39% dos estudantes, sendo o Reino Unido o país com maior indice, na Espanha 1 em cada 4 alunos é assediado, sendo 25% das crianças em idade escolar. Este é um desafio que não tem muros nem fronteiras e se espalha, o mundo virtual também é influenciado (inclusive ja foi pauta de revistas e jornais).
Usando as palavras de Pupo (2007) “é uma grande responsabilidade lidar com conflitos interpessoais e criar estratégias de ação educativa que promova uma convivencia no interior da escola pautada em principios de justiça e equidade.” Concordo e corroboro com esse pensamento intra e extra muros escolares, em toda a nossa convivencia em sociedade cabe a nós contribuir para a construção desse conhecimento para professores, alunos, pais, e a todos aqueles que possam com esta informação tentar afastar a incapacidade de se defender do Bullying.
Poderia citar diversos exemplos mas vou colocar um blog http://palavraaberta.blogspot.com/search/label/Bullying que encontrei durante a pesquisa.
Além das referencias seguém mais opções sobre o assunto

PUPO K R 2007 Violência moral no interior da escola: um estudo exploratório das representações do fenômeno sob a perspectiva de gênero.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-27112007-142609/pt-br.php

Reportagem internet Revista Escola (aqui você encontra mais sobre o tema)
Veja o vídeo sobre bullying (Observatorio da infâcia - Dr. Lauro Monteiro) http://www.observatoriodainfancia.com.br/article.php3?id_article=1131 (fonte Globo News)
Filme
Bullying (trailer em espanhol)
Bang Bang You’re Dead

terça-feira, 16 de novembro de 2010

E ele não falou nada...

Aconteceu um dia desses e quero dividir com vocês a situação e a informação.
A idéia não é virar um divã, apenas expor uma situação, preservando a pessoa, o local, mas pensando na situação. Durante um dia de evento vi uma criança parada e um pouco triste, assim que percebi fui conversar com ela e ao perguntar o que aconteceu, ela me respondeu:

Criança (C): Nada.
Eu: Como nada?
Você esta com lagrimas nos olhos!
C: Nada não...
Tentei uma hipótese, falaram algo que você não gostou?
C: Sim (crianças tristes têm momentos monossilábicos)
Eu: Como assim?
C: Fui o ultimo a chegar aqui!
Eu: E eles te chamaram de que? (O garoto era maior do que crianças de sua idade, por volta de 12 anos, e aparentemente acima do peso)
C: Riram porque eu fui o ultimo, mas isso tudo bem...
Eu: Tudo bem? Então não estou entendendo!
C: Sabe o meu amigo que estava conversando comigo antes?
Eu: Sei
C: Ele viu e não falou nada...

Os sentimentos da criança são inumeros, e podem estar além do que nos parece obvio, por isso é importante estar sempre atento.
Pesquisas demonstram que a convivência com pessoas “carinhosas” (acredito que possamos substituir o termo por atentas aos seus sentimentos) tem influência no desenvolvimento das crianças.

Aos interessados coloco duas opções sobre o assunto:

http://www.icpg.com.br/artigos/rev03-04.pdf

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-30102003-094219/pt-br.php

As bibliotecas virtuais da USP e da Unicamp são possibilidades para outras fontes, digamos que, um pouco mais seguras dentro da internet. (Mas isso é outro assunto, fica para outro post)

sábado, 13 de novembro de 2010

AcreditANDO

Uma noticia que recebi essa semana, por Regiane Teixeira (11/11/2010 - 19:42) no site da revista Época São Paulo.

O caso é interessante, reconheço e entendo que a situação econômica do casal apresentado são diferentes a realidade da maioria, mas atento para o trabalho, mantendo a linha de sempre divulgar possibilidades que podem ser interessantes.

Centro de tratamento em São Paulo será inspirado no Project Walk, dos EUA



Fernanda e Felipe se conheceram durante tratamento nos EUA que já fez deficientes voltarem a andar
por Regiane Teixeira - 11/11/2010 - 19:42
Felipe Costa e Fernanda Fontenele se conheceram durante tratamento nos EUA
Em 2003, aos 17 anos, Fernanda Fontenele sofreu um acidente de carro que a deixou tetraplégica. Felipe Costa foi diagnosticado paraplégico em 2008, aos 20 anos, depois que capotou seu automóvel. Decidido a voltar a andar, ele procurou diversos tratamentos até conhecer o Project Walk, um centro de reabilitação avançada na Califórnia, Estados Unidos. Lá, Felipe viu pacientes com lesões medulares voltarem a andar e se tornou o primeiro brasileiro a fazer o tratamento na instituição, assim como uma fonte de informações para compatriotas que vivem a mesma situação.

Felipe conheceu Fernanda por meio dos vídeos que ela colocou na internet no intuito de conseguir dinheiro para viajar e fazer o tratamento. “Os vídeos me comoveram bastante porque as nossas histórias eram parecidas. Começamos a trocar e-mails e eu mandava informações sobre moradia e coisas que poderiam ajudá-la na Califórnia”, conta. Fernanda convocou os amigos, organizou uma campanha e conseguiu o valor necessário. “Quando ela chegou aos EUA, parecia que já nos conhecíamos há muito tempo. Tínhamos muitos sonhos e gostos em comum”, diz ele.

Casal inagura centro de tratamento neste mês em São Paulo
Os dois passaram cerca de um ano nos EUA. Fernanda já recuperou 100% dos movimentos dos braços e um parte dos movimentos das pernas e Felipe já consegue se sustentar em pé. “Foi muito importante termos passado pelo tratamento juntos. A cada movimento novo que eu consegui fazer, mostrava para ela e vice-versa”, conta Felipe. De volta ao Brasil, eles ficaram noivos e agora pretendem terminar o tratamento em um centro que os dois irão inaugurar no dia 16 de novembro em São Paulo.

Batizado Centro de Recuperação de Lesão Medular AcreditANDO, a instituição é baseada no Método Dardzinski, desenvolvido no instituto Project Walk, que foi criado há cerca de dez anos, com o objetivo de fazer com que pacientes com lesão medular possam voltar a andar. O centro será o único da América Latina a utilizar o método e terá capacidade para atender até 15 pessoas ao mesmo tempo. Segundo Fernanda, o método é aplicado em cinco fases, sendo as primeiras dedicadas ao estímulo para criação de massa muscular. “As duas últimas fases são para pessoas que têm o movimento, mas não têm a coordenação para voltar a andar”, diz. “Os exercícios são repetitivos e o clima é de academia.” A área de cerca de mil metros quadrados tem todos os equipamentos importados e duas instrutoras que passaram pelo treinamento na Califórnia. “Já tivemos mais de 100 inscrições”, conta Fernanda. Uma hora de tratamento deve custar entre R$ 100 e R$ 150, sendo que o indicado são três horas da fisioterapia diariamente. No futuro, a instituição deve oferecer também hidroterapia. Já o casamento de Fernanda e Felipe tem data definida: sai no ano que vem.

A partir do dia 16 de novembro. De segunda à sexta, das 9h às 19h. Centro de Recuperação de Lesão Medular AcreditANDO: Rua Alvarenga, 1.700, Butantã, São Paulo, tel.: 2389-6522. E-mail: acreditando@acreditando.com.br

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Águias do Futuro

Este sábado participei de uma visita ao Museu do Futebol junto há um grupo de 24 crianças do Águia de Ouro.
Quem não leu, por favor leia o texto que descreve o projeto. Para realização desse dia do Aguia de Ouro no museu, participaram as "baianas" que ficaram encarregadas de nosso almoço na Liga, além dos representantes do aguia*, e pessoas ligadas ao projeto responsáveis pela execução do passeio.
Apesar de há alguns anos sair com a ala das crianças essa foi a primeira oportunidade de atuar com eles em um evento. (não coloquei nenhum nome como monitor, recreador, educador, pois meu interesse agora é falar da oportunidade de estar com esse grupo em uma atividade de lazer fora da escola.

Iniciamos o dia com um café da manha na quadra. Após terminar de comer, enquanto aguardávamos o ônibus, falei sobre algumas regras para o passeio e contei algumas histórias relacionadas a futebol. Levei uma caixa, com alguns livros(sempre), sempre é bom incentivar, uma camisa autografada, uma réplica da taça entre outras coisas.



Antes de sair uma foto para “registrar o encontro”(como diria “seu Jorge”), saída para museu.
Durante o primeiro percurso cantamos um pouco o samba de 2011, e outras “musiquinhas”. Na chegada ao museu enquanto aguardávamos os nossos educadores do museu um pouco de quebra-gelo (atividades rápidas e divertidas para descontrair). O grupo foi dividido em dois, passamos ótimos momentos pelo museu... E o dia não acabou por ai, depois as crianças foram conhecer a Liga e comer o maravilhoso arroz, feijão, frango, e salada feito especialmente por nossas baianas. Tudo isso com a presença do ilustríssimo sósia do Rei do futebol no caso Pellè (sósia do rei).

Na volta para a quadra um pouco mais de brincadeira e quando chegamos lá um pouco de batucada com direito a casal mirim de mestre sala e porta bandeira.

Obrigado Fatima, Sol, Simone, Celso, “Baianas” e claro as Águias do Futuro

*Os representantes são: Fátima, Simone e Solange

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Uma Faísca profissional!

Desde a criação deste blog procuro conhecer novos blogs e com eles aprender e divulgar essas possibilidades no mundo virtual. E tem um blog que traz a seguinte apresentação:
“Todos nós temos que defender o que é importante, e às vezes com alguma energia. Esse é um espaço seguro para idéias inflamadas”.
Então quero defender algo que considero muito importante, que é o meu trabalho. Trabalho com lazer, o tempo livre “dos outros”, propondo diversas atividades, com diversos públicos e espaços, com e sem interesses financeiros.
Vamos a faísca!
Quando você vai ao dentista (é apenas um exemplo não fique bravo “tio dentista”, poderia ser um advogado, um vendedor), você tenta explicar o que esta sentindo, mas não diz como ele deve proceder (eu acho?)? Ao conversar com um engenheiro nós falamos qual a nossa idéia, apresentamos um projeto, mas não ensinamos a ele que técnica usar, nós contratamos aquele que trabalha dentro daquilo que temos como expectativa de receber como produto final. E ele como pessoa da área escolhe as ferramentas para desenvolver o trabalho. (será?)
Estou na área há algum tempo, e sei que existem muitos profissionais com mais tempo do que eu, mais ainda por incrível que pareça quando converso com colegas de histórias de entender “a brincadeira como algo que não precisa qualificação” parecem brotar.
Citei algumas profissões que podemos chamar de tradicionais, mas cada vez mais existem pessoas que se especializam nas diversas áreas, não entendo que exista uma hierarquia entre áreas, existe uma questão cultural e sociológica que diferencia o entendimento de algumas pessoas. Quem foi que disse que gostar de criança é suficiente para trabalhar na área? Eu adoro criança, mas isso não me credencia como um profissional. Quem foi que disse que para estar com velhos basta paciência, pois assim pode-se “cuidar” dessas pessoas? (Gerontologia USP e Unicamp)
O trabalho e o estudo sobre o assunto crescem a cada dia, minha especialização foi em lazer e velhice e pude conhecer diversos autores e estudos sobre o assunto. Existem pessoas competentes, mesmo sem a chamada formação acadêmica, pois esta também não garante uma boa execução a 100% dos “futuros profissionais”, mas possibilidades de uma boa atuação por parte das pessoas que buscam conhecimento aumentam, assim como diminuem os riscos de acidentes, independente dos meios para que esta pessoa adquira este conhecimento. Mas nada! Nenhuma graduação, posição social e profissional ou supera o respeito pelo indivíduo. Evitar o julgamento, por mais simples que possa parecer o trabalho é uma condição. Não escrevo isso apenas pelo lazer e a recreação, mas por diversas áreas que ainda tem que suportar análises superficiais que confesso ainda me deixam com idéias em ponto de combustão!Existe uma frase que é atribuída a Nelson Rodrigues que diz: Toda unanimidade é burra! Entenda unanimidade como pré-conceito ou generalizações sobre qualquer assunto. Esta frase de efeito, assim como outras de Nelson, buscava nos fazer refletir, provocar polemica e não encerrar discussões ou aumentar o numero de lugares-comuns.

Deixe sua opinião...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Escolas de Samba no museu

Não haverá “batucada” dentro do museu, ainda!

Mas sim uma visita monitorada.
Existe um projeto na LIGA das escolas de samba de SP que vai dar a oportunidade de algumas crianças visitarem um museu. A cada final de semana haverá um grupo de crianças visitando o museu da cidade, começando pelo Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, passando pela sede da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo e na quadra da escola de samba do bairro. O projeto dará aos pequenos turistas uma idéia de cidadania e apresentará outras opções de lazer e cultura além da quadra da escola de samba da sua comunidade.

Anteriormente apresentei um dado sobre a baixa visitação (esta em negrito) a museus, o site da LIGA também traz em sua apresentação do projeto o comentário que esta é uma realidade ainda distante. Distante não só da escola de samba, mas distante do brasileiro em geral, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, 90% dos municípios brasileiros não possuem centros culturais, livrarias, teatros e cinemas; 92% dos brasileiros nunca visitaram galerias de Arte ou museus; e 94% dos brasileiros nunca foram a qualquer exposição de Arte. Conforme dados do Instituto Brasileiro de Museus, IBRAM, mais de 80% dos municípios no Brasil não são dotados de museus. Isso significa que a maioria dos brasileiros não tem acesso a espaços de memória, configurando sério obstáculo à democratização cultural e à formação da consciência cidadã.*

Esse projeto iniciou no dia 14 de agosto, com 30 crianças de 8 a 12 anos da comunidade da escola de samba “Rosas de Ouro”, campeã do carnaval 2010. Essas visitas, além de alguns colaboradores das agremiações, conta com um guia de turismo voluntário do Sindicato de Guias de Turismo de São Paulo (SINDEGTUR-SP).

O dia segue esta programação:

9h – Café da manhã11h – Passeio ao Museu do Futebol
12h30 – Almoço na sede Liga das Escolas de Samba
14h – Retorno a agremiação e realização de oficina de trabalhos lúdicos.
15h – Encerramento Datas das visitas


Data - Agremiação atendida

Sábado, 14/08 - Sociedade Rosas de Ouro
Sábado, 21/08 - Leandro de Itaquera
Sábado, 28/08 - Afoxé Coroa de Dadá
Sábado, 04/09 - Mocidade Alegre
Sábado, 11/09 - Afoxé Ominibu
Sábado, 18/09 - Uirapuru da Mooca
Sábado, 25/09 - Acadêmicos do Tucuruvi
Sábado, 02/10 - Nenê de Vila Matilde
Sábado, 09/10 - Unidos de Vila Maria
Sábado, 16/10 - Camisa Verde e Branco
Sábado, 23/10 - Imperador do Ipiranga
Sábado, 30/10 - Acadêmicos do Tatuapé
Sábado, 06/11 - Águia de Ouro
Sábado, 13/11 - Unidos do Peruche
Sábado, 27/11 - Tom Maior
Sábado, 04/12 - Encerramento da programação de 2010


Parabéns as pessoas que participaram do projeto e da visita!
Amanha estarei lá com o Aguia de Ouro!
Mesmo com tantas agremiações esse é um projeto voltado para pessoas; As que disponibilizaram seu tempo para contribuir na formação, as crianças.. Espero que o projeto tenha um futuro parecido com as crianças, crescendo e vivenciando possibilidades dentro e fora do museus.

*Vale conhecer o BLOG http://projetovamosaomuseu.blogspot.com/ Apresentação do projeto no site da Liga

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Lazer, Esporte e Saúde


Aos que não sabem faço parte de um grupo chamado Planeta Saúde Brasil que reúne diversos profissionais da saúde, algumas pessoas que ja conhecem (se não conhece depois de ler este post entre no link)comentaram comigo sobre a importância dessa relação entre o lazer (educação e a atividade física) e a saúde.
Sendo assim a noticia abaixo retirada da agência USP de noticias, retrata um estudo que se realizará em Ribeirão Preto, mas serve para todos nós pensarmos como estão as nossas praticas de esporte e lazer? E da nossa Saúde?

Da Redação - agenusp@usp.br Publicado em 7/junho/2010 Editoria : Esporte e Lazer

A Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP vai mapear as práticas de exercício físico na população da cidade. A iniciativa será realizada por meio do curso de Fisioterapia, em parceria com a Associação Ribeirãopretana de Ensino, Pesquisa e Assistência ao Hipertenso (AREPAH). Também será traçado um perfil do desenvolvimento de doenças crônico-degenerativas nas famílias dos entrevistados. O projeto é de extensão e está inserido num Programa do Ministério do Esporte do Governo Federal que pretende identificar e quantificar em todo o Brasil as práticas de esporte e lazer da população.A coleta de dados terá neste mês de junho. O projeto conta com doze bolsistas e deve durar cerca de um ano. Serão entrevistadas cerca de 4 mil pessoas, de todos os bairros da cidade, que responderão sobre a prática de esporte, de atividades de lazer, de exercícios físicos. Os coordenadores são os professores Hugo Celso Dutra de Souza, da FMRP, e Evandro José Cesarino, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP e a AREPAH. Eles também querem saber porque as pessoas deixam de fazer exercícios físicos. “Na infância e adolescência é comum todos se exercitarem e isso deixa de acontecer no início da idade adulta, muitos voltam no início da velhice somente por questões de saúde. Queremos investigar a causa desse intervalo”, diz o professor Souza.

Veja a noticia completa no http://www.usp.br/agen/?p=24863

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Projetos que incentivam a cultura

O Blog não tem nenhuma relação com as empresas citadas(ainda quem sabe um dia, claro sem perder a idoneidade e a ética), elas tem reconhecimento por parte do autor através das mais diversas relações.
Introdução a parte essa semana chega à sua 4ª edição o evento “Ticket Cultura & Esporte“ que reunirá mais de 200 atividades gratuitas, entre elas circo, música, cinema, teatro (infantil e adulto), artes visuais, incentivo à leitura, educação ambiental e esporte.
O evento acontece entre os dias 5 e 15 de novembro de 2010, com o conceito “A cidade é um espetáculo”, e busca proporcionar atividades em diversas regiões da capital paulista.
Segundo informações encontradas na rede o objetivo principal é levar cultura, esporte e educação ambiental por meio de uma programação de qualidade e totalmente gratuita, atingindo assim o maior número de pessoas possível, em todas as regiões de São Paulo.Essa iniciativa foi motivada por um estudo do Ministério da Cultura que mostra que 92% dos brasileiros nunca visitaram museus e apenas 13% vão ao cinema, ao menos uma vez por ano. O levantamento revela ainda que apenas 2% da população freqüenta circos e 5%, teatros.
A pesquisa também relata que a principal causa desse fenômeno é a falta de recursos financeiros.
Portanto se existe a oportunidade é sempre bom divulgar, mas vamos lembrar que acesso a internet é um privilégio e cabe a nós divulgar a mais pessoas no velho e bom “boca a boca”.
Mais informações poderão ser obtidas no site www.semanaticketcultura.com.br.