domingo, 30 de dezembro de 2012

Brincar é bom...


Eu comentei no texto de Natal que mais importante que o brinquedo que a criança ganha no Natal  é o sentimento, o que vale é a brincadeira, BRINCAR é bom!!
E ontem li uma frase que compartilho abaixo que considero um ótimo exemplo!!



Após o Natal agora nas férias (escolares) o “negócio” é brincar.

Link texto de Natal
Instituto Alana - http://alana.org.br/ - Território do Brincar

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A Caminho de 2013


Primeiro gostaria de dizer que esse texto foi escrito antes do dia 21 o que mostra que eu não acreditava na teoria do final do mundo e se eu estiver errado ninguém vai saber!!
2012 está terminando, 2013 vem chegando... e obviamente nada do fim do mundo!
Tantas coisas erradas ainda acontecem (sem querer ser piegas)... Para usar algumas palavras que estão muito presentes no blog, ainda existe muita gente que brinca com nossa paciência, joga com a vida de tantos e parece não ter limites (regras). Obviamente usei jogar, brincar e limites com conotações pesadas, similares ao uso pejorativo que vejo em muitos textos (que não respeitam o jogar, o brincar e os limites). Gostaria muito que para tudo isso, e muito mais, fosse realmente o fim, ou pelo menos um novo inicio.
Essa história de final do mundo tem uma relação com o calendário Maia, que terminava em 21 de dezembro de 2012, e algo que considero importante, por isso insisto em escrever aqui no blog, é a busca por conhecimento. Assim como em outros casos na história da humanidade equívocos podem ser cometidos (por assim dizer, me lembrei do livro Eduardo Galeano “Os Filhos dos Dias”. Para quem tiver a curiosidade, fica a indicação)
A pesquisa de cientistas refuta essa ideia* com a descoberta de novos calendários até então  desconhecidos. Pesquisa, processo sistemático de construção do conhecimento que tem como metas principais gerar novos conhecimentos, e/ou corroborar ou refutar algum conhecimento pré-existente.
Apesar de parecer repetitivo, “frase típica de final de ano”, pode ser um ótimo caminho para 2013... 14..., sinceramente eu desejo a todos vocês muita dedicação e vontade de buscar novas descobertas e novos conhecimentos (ou não tão novos assim).
FELIZ 2013
abraços do BLOG e do Rafa Vac

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/03/pedra-maia-e-exibida-para-desmentir-anuncio-do-fim-do-mundo-em-2012.html

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Então é Na...!! 2012

http://www.annegeddes.com


Eu gosto dessa época do ano, por algumas razões que já publiquei por aqui*
Engraçado que algumas vezes já aconteceu de eu comentar com alguém que eu gosto do Natal e a pessoa responder sem pestanejar:
     EU NÃO!
Cada um tem o direito de achar o que quiser e de ter suas razões para isso, mas o fato é que quando escuto uma frase dessa, parece que alguma coisa me move a tentar mostrar que pode existir um lado bom. Escrevo isso pois há pouco tempo estive com algumas pessoas de outro país (não vem ao caso, mas de língua latina o que poderia ter aproximações culturais) e uma delas justificou dizendo que muitas pessoas não se falam o ano todo e aí no “Natal” as coisas mudam, para alguns a religiosidade só aparece nesse momento, além de um alto consumismo, sendo que esse fator para ele era o mais forte para não gostar do Natal.
Concordo! A questão do consumismo por diversas vezes foi abordada por aqui, inclusive com indicações ou compartilhamentos de textos do Instituto Alana** e há pouco tempo um texto da Aline Kelly***.
Acredito que possa existir a possibilidade de ter um Natal agradável com ou sem aquisições materiais, e a primeira coisa que me vem a cabeça são aqueles momentos em que uma criança ganha um presente e se encanta pelo papel de embrulho. Essa para mim é uma prova de o que vale é o gesto, o sentimento que vem junto, mais do que o conteúdo.
A data tem algumas relações com questões religiosas, que não entrarão nesse texto. O ponto é exatamente esse: quem não respeita a si e ao próximo o ano todo, não vai passar a respeitar só porque é natal. Essas pessoas podem tentar esconder, mas os outros sabem que aquilo não é a realidade, então o Natal serve apenas como uma tentativa de, por alguns momentos, disfarçar ou quem sabe tentar ser um pouco mais sociável (estou sendo um pouco utópico?). Portanto nada muda no Natal, cada um escolhe onde vai estar nessas chamadas datas comemorativas, ainda que existam questões familiares e sociais que podem nos levar a frequentar espaços com algumas pessoas, não necessariamente nossos amigos, porém cada um faz o seu caminho. Aposto que mesmo quem não gosta do Natal se procurar na memória encontrará registros de bons momentos, uma conversa, uma imagem ou um cheiro. Cito como exemplo aquelas pessoas que fazem seu trabalho com idosos, crianças, ou qualquer outro público que ele percebeu a necessidade de fazer algo por eles. Pode ser uma praça, um parquinho, uma escola o que vale é a sua atitude. Isso pode ser considerado apenas assistencialismo, mas assim como escrevi ainda acredito que o sentimento tem um valor tão complicado de avaliar quanto o nível de felicidade. Faça suas escolhas e com elas escreva suas cartas, cartões (de Natal ou não) e memórias.
Então ai vai meu presente ou seriam minhas atitudes e sentimentos...
Feliz Natal para a família Vac, para a família Marcondes, Silva, Santos...
Para a “família dos amigos de infância”,“família dos amigos de momentos da vida”, “família dos amigos de estudo”, “família de alunos, passageiros, professores”, “familia do samba”, “do trabalho e do lazer”, “a família Brasil” aos irmãos Uruguaios, Argentinos, Espanhóis... e muitas mais
FELIZ NATAL!!!


Final de 2010 e Carta ao Papai Noel
** http://rafavac.blogspot.com.br/2010/09/alguem-disse.html
*** http://sustentavel.blog.br/consumismo/ 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Linha Mágica...

A Linha Mágica: temporada prorrogada!
O Vac, Thomas e Bia

Esse post não é um post pago, apesar de ser uma propaganda de uma peça!
Mais do que isso, o motivo é o orgulho de ter pessoas que eu gosto fazendo parte do processo, entre eles meu primo André Vac ("O Vac")


Está feito o convite!!

LOCAL: TEATRO ALFA
End: Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722
Sábado e Domingo 17:30
Duração 55'min
Crianças até 12 anos R$ 15,00 - Adultos R$ 30,00

Algumas informações*
"(...) a peça é brincalhona, fluente, com muita música boa e ao vivo (a cargo de André Vac Torres). Aliás, um dos pontos altos é mesmo a trilha sonora, com a qual também colaborou o ator principal da peça, Thomas Huszar. A canção assobiada pelos dois atores (Thomas e Beatriz Mentone), na hora em que os dois personagens estão a caminho da escola, é s
ensacional"

Dib Carneiro (Revista Crescer)

"O jogo entre o real e o virtual é um dos muitos acertos da peça. O elenco interage com as projeções de ilustrações e animações bem-humoradas (Adriana Meirelles) num telão-cenário. A tecnologia é usada a serviço da história - e não o contrário, como é comum em muitas montagens"
Gabriela Romeu (Folha de SP)

Um pouco sobre a peça


Porque temos a sensação de que o tempo passa mais rápido ou devagar dependendo do momento em que estamos vivendo? E porque temos a sensação que às vezes nossa imaginação nos leva para frente ou para trás do tempo em que estamos vivendo ? Quem nunca teve vontade de controlar o tempo?
Pedro é um menino inquieto e ansioso , como tantos outros de sua idade. Quer que um dia nunca seja igual ao outro , sempre faz alguma coisa pensando na próxima, quando está na aula pensa no que poderia estar fazendo em outro tempo, em outro lugar...
Então um dia recebe de uma mulher misteriosa o presente de uma linha mágica , que pode o transportar para o  seu futuro. A possibilidade de aproveitar apenas os bons momentos da vida e simplesmente “pular” a espera por eles parece muito tentadora.Mas Pedro vai entender que crescer  não é mais fácil do que ser criança, tanto quanto ser criança não é mais fácil do que ser adulto.
E uma boa história é para ser contada para todos , não importa a idade !
 Ficha Técnica
Texto: Sean Taylor
Direção: Eric Nowinski
Elenco: André Torres, Beatriz Mentone, Thomaz Huszar
Direção de Arte: Adriana Meireles
Cenário e adereços:Naná Lavander
Figurino: Gal Gruman
Desenhos e animações:Adriana Meireles
Iluminação: Eric Nowinski
Preparação Corporal:Leticia Doretto
Produção e Administração:Regiane Moraes
Criação Musical: André Vac Torres e Thomaz Huszar
Vozes dos Professores (“Colégio Furunfunfum”): Paula Zurawski e Marcelo Zurawski
Fotografias:Beto Amorim
Fada Madrinha : Simone Grande

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Estudos Acadêmicos e Trabalho Infantil - Hangout Carla Letuza

Hoje a tarde tive a oportunidade de participar de um diálogo o último hangout on air da temporada 2012 #semtrabalhoinfantil, entrevistando a Doutora em Letras pela Universidade Federal de Alagoas, Carla Letuza Moreira, que defendeu recentemente a tese "Criança, infância e trabalho em discurso: os efeitos da igualdade e responsabilidade social entre dizeres e silenciamentos", na Universidade Federal de Alagoas Vale a pena conferir o diálogo..

Agradeço a Doutora Carla Letuza, a Samanta Shiraishi, ao Guilherme N e Aline Kelly conheça o Promenino - Fundação Telefônica

Barraca armada (brincadeiras e consumo)

Assando marshmellow e esquentando sanduíches de queijo

Quando pensei em escrever sobre esta atividade do acampamento, lembrei que ela aconteceria no sábado após a chamada “Black Friday”, que abre a temporada de vendas para o Natal. Considerei que a atividade com as crianças seria uma chance de mostrar que o foco das crianças pode estar mais próximo daquilo que mostramos a elas. Como assim? As crianças decidem o que gostam, ao que assistem, porém pais e mães, e porque não dizer educadores, tem participação nesse processo. Entenda participação como alguém que pode dialogar e que preferencialmente não irá impor. (além de minhas convicções como educador e porquê não dizer a parte cientifica, agradeço aos diálogos de mães e pais em um grupo que participo da rede que inclusive falou sobre o assunto há uns dias atrás)

Momento "causos" (como diria Rolando Boldrin obviamente sem nenhuma comparação). E estão abertos a comentários e pensamentos. 
Por exemplo a influência entre as crianças, algumas atitudes tomadas por impulso por algumas delas (em meio há uma brincadeira) vai de encontro com o que conhecemos de sua educação (trabalho há muito tempo nesse local conhecendo bem cada perfil, assim imagino como muitos pais conhecem filhos e amiguinhos dos filhos), mas em questão de segundos ou minutos ela percebe que sua atitude foi no mínimo “estranha”. Portanto sem nenhuma pesquisa, acredito que posso comentar é que a educação que vem de casa ainda prevalece às chamadas influências externas. 
Quando faço uma ficha de inscrição (já comentada nos textos anteriores), solicitando para que as crianças não levem objetos de valor, tentando evitar qualquer transtorno posterior (perder, deteriorar), fica quase impossível deixar de lado os telefones (que tem diversas opções de conexões e atividades).
Após a fogueira (atividade supervisionada por recreadores) 2 participantes resolveram ir para suas barracas usar seus dispositivos(cada um faça a sua analise se concorda ou não com o uso - eu permito pois sei que para muitas mães é importante). Vale comentar que há alguns anos houve um momento de chuva durante a madrugada e um diálogo entre barracas aconteceu via um desses dispositivos, achei bem interessante.  As barracas separam meninas e meninos e nesse caso separava grandes amigos e eles resolveram essa divisão e o empecilho de conversar fora da barraca pois chovia (eles são adultos hoje e continuam amigos).  

Voltando a atividade e relacionando outro ponto com o consumo, na mesma inscrição já citada, descrevo a possibilidade de levar guloseimas para a madrugada, lembrando que o que é levado é escolhido por mães e pais dessas crianças. Estou repensando como reescrever esta linha (na inscrição). A ideia era ter algo além do lanche antes de dormir, até porque as crianças fizeram atividades físicas e um bolo, um biscoito, com um suco antes de dormir (o "leitinho antes de nanar", não é o da mamãe mas.. Ah.. eles tem onde escovar os dentes). Mas estou espantado com a quantidade de doces e salgadinhos industrializados que alguns pais enviam, não é um bolinho (industrializado ou não) mas o sacos, os chamados “família”. (aqui você pode pensar que faz aquilo pensando em repartir com os amiguinhos, mas ainda considero algo grande demais para o momento.. se você vê e entende diferente por favor escreva no comentário).Para o texto não se alongar mais, algumas vezes achei que o rumo do texto mudaria, mas não foi o caso. E para completar (e até me posicionar) lembrei de um texto que li no sustentável 2.0, que gostaria de compartilhar com vocês, que fala sobre consumo e consumismo e que acredito que tenha muita relação com o que escrevi acima.
link http://sustentavel.blog.br/consumismo/ 

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Preparar para Armar a Barraca

Preparar e supervisionar a execução 

Escrevi no texto anterior sobre uma atividade que é projetada para um clube, mas dei um exemplo de um texto antigo que falava de como fazer isso em casa. Essas são situações distintas, apesar de ambas serem momento agradáveis, no caso de se fazer no clube é um trabalho e fazer em casa para filhos (afilhados, sobrinhos.. etc) é um momento de lazer. Como assim? Não estou entrando na discussão teórica sobre o que é lazer e o que não é. O fato é que são situações que tem diferenças, mas podem ter muitas semelhanças também. 

Vamos falar sobre o assunto, no caso do clube houve uma programação, fez parte de um processo, coisa que em casa com o filho poderia ser feito no dia que você pudesse ou julgasse importante. Mas obviamente, você pode programar a atividade em casa, no texto "um espaço para brincar" não programei a atividade, resolvi fazer e fiz. (Ok, meu trabalho é esse, mas isso não definia a possibilidade de fazer ou não fazer). Por que programar, vamos lá, no trabalho é uma questão de organização.
Quantas vagas existem para participar em um clube e quantas vagas existem para fazer em casa? Como assim?
Tanto no clube quanto em casa qual seria o espaço físico para os participantes? Tenho 4 barracas para 5 pessoas, tenho em casa uma barraca grande para 4 pessoas, o que pode significar uma participação maior ou menor de pessoas (amiguinhos, primos, etc). Sabendo quem vem, e qual a idade deles a programação pode ser mais focada na idade deles. No caso de trabalho é importante uma ficha de inscrição com dados dos pais e da criança, e claro no caso de amiguinhos uma conversa com a mãe para saber mais sobre hábitos e quem sabe até medicações que ele possa estar usando no período. (É tem muita coisa envolvida em uma atividade dessas). E claro, como se trata de uma brincadeira, definir o período é bem interessante. Não falo isso só para caso de mães que irão buscar seus filhos na casa da amiga, mas limites são importantes só cuidado para eles não se tornarem o foco, que é fazer uma atividade diferente para curtir com a molecada, por isso se preparar pode ser uma ótima maneira de tentar garantir esses momentos.
Como dicas tem os textos já citados, ou quem sabe um aniversário temático de acampamento não possa ser uma ideia??

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Armando a Barraca

Em julho de 2010 postei um texto que gosto muito que fala sobre um espaço para brincar que você pode ter interpretado de diversas formas, mas deixando isso pra lá vamos “armar as barracas de acampamento”.

Essa atividade fecha um ciclo de atividades dentro do projeto da recreação no clube, mas antes que alguém pense que é uma propaganda dos meus serviços (poderia ser mas não é), a ideia é incentivar a atividade (tendo ou não uma barraca como a da foto). Neste caso ela é realizada comigo há 9 anos (dentro de um projeto que podemos considerar de 20 anos alterando parceiros na construção e programação), respeitando as mudanças a cada ano de participantes, interesses e etc.
 O dia do “Acampamento no Clube”,  é uma data que normalmente é muito aguardada pela turminha que participa da recreação,  mas ao mesmo tempo um momento de conhecer novas pessoas que quem sabe venham a participar mais da recreação a partir desse momento.
A atividade acontece no clube na passagem de um sábado para domingo, dias em que a recreação funcionaria, porém com um horário diferente. Pode se considerar um período curto, mas acredito muito valido para crianças, monitores e pais.

Seus filhos já participaram de momentos como esses? e ai como foi?





sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Ecos "É da nossa Conta"

Escrevi o texto "" É da nossa Conta! e recebi pela rede esse comentário (a Bia me autorizou a postar) e resolvi dividir com vocês...
Essa opinião é dela ..Qual a sua???

É da nossa conta! por Bia 


O brincar é totalmente importante!
A criança que não brinca, tem na maioria dos casos severas dificuldades de relacionamento, e torna-se um adulto egoísta, depressivo e egocentrico!
(falo isso por experiência própria.)
E concordo! precisamos de ações efetivas pra praticar
educação, e integridade (sim praticar, por que garantido isso é pela nossa constituição) e inserção social dessas crianças carentes!
Mas como inteferir na vida delas e na estrutura da família pra modificar essa realidade??!!
Será que empregos pro pais seria a solução??
Será que acompanhamento da assitência social sob o perigo da perda da guarda resolveria o problema??
Será que o meio onde vivem é o problema??
Acho que compreender pra transformar a mentalidade dos responsáveis, seria
o primeiro passo, e a partir disso caso a caso inserir a criança na escola, e em atividades que ela possa se desenvolver normalmente como as outras.
É muito delicado esse tema Rafa, a assistência social e os abrigos, Fundação casa, etc. não estão preparados pra lidar com esse público (eles chamam de situação de risco, ) e nem nós!!!
Eu argumentei algumas coisas, mas minha cabeça ta um nó!!!
é muito delicado e difícil pensar em soluções, quando se está na zona de conforto, acho que apenas se colocar no lugar do outro é pouco nesse caso! Teríamos que de fato passar por isso pra compreender e achar soluções reais.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

“É da nossa Conta!"

Claro que é!
Essa é uma campanha que esta na rede
promovida pela Fundação Telefônica em parceria com a UNICEF e a OIT, relacionada ao “Trabalho infantil e adolescente".
E fui convidado a participar na próxima segunda de um encontro e gostaria muito de poder conhecer um pouco mais e depois dividir com vocês
Porém pensei em quem sabe levar opiniões de alguns leitores (adolescentes ou não) sobre o assunto, sei da dificuldade de tempo, parar para ler um texto ver um vídeo e tentar escrever sobre o assunto depois, mas vale tentar...
Conto com vocês pois é da nossa conta!!
#ParaPensar
(apenas exeplos) Propagandas, Novelas, Campanha Política, trabalho em casa... e assim vai



Saiba mais Promenino 

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Um Avião Playground

Aeronave foi comprada por diretor de escola em Rustavi. (Foto: Vano Shlamov/AFP)
(Fotos: Vano Shlamov/AFP)
Olha a ideia de um diretor da Georgia, Gari Chapidze comprou um avião antigo e reformou seu interior com jogos e brincadeiras.
apesar da noticia ter sido vinculada no G1 em uma área chamada "Planeta Bizarro", achei uma ideia fantástica (claro respeitando as possibilidades econômicas e sociais de cada lugar).
E se não me falha a memória há um tempo atrás (2007*) uma empresa aérea investiu em um espaço infantil em um shopping de São Paulo.
(Completei após postar com ajuda de Rodrigo Martins)
Está achando que isso só acontece em outros lugares então segue a versão Brasileira.
Em noticia também vinculada no mesmo portal em 11/05/2012, Edinei Capistrano quer "transformar a aeronave antiga em uma área de eventos aberta para quem se interessar em alugar o espaço para festas e recreação de crianças. O avião ficará em uma chácara, localizada entre Araraquara e o distrito de Bueno de Andrada" (ja falei sobre Bueno aqui no BLOG lembra?).

Qual a sua opinião?
Aproveitando a ideia poderíamos fazer o mesmo com "caçambas" velhas de caminhões ou quem sabe mini-bibliotecas, mini-brinquedotecas dentro de carcaças de algumas peruas (kombi) que ficam espalhadas por aí ou em patios públicos .
Avião Yakovlev Yak-42 foi transformado em 'playground' para crianças em escola em Rustavi. (Foto: Vano Shlamov/AFP)
Interior do avião foi reformado e ganhou jogos e brinquedos. (Foto: Vano Shlamov/AFP)

Noticia no G1Evento citado 2007* - imagem site PanrotasNoticia G1 sobre Capistrano

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dia do Livro 2012

Hoje pelo twitter @rafavac postei um link do @catracalivre muito legal 
mas agora pouco vi este video (obrigado Luciana de Oliveira) e acredito que vale a pena compartilhar...



Lembrando que algum tempo atras falei de um dispositivo de transmissão de conhecimento por via ótica

Justificativa eleitoral

Como o numero de abstenções foi muito grande, achei interessante colocar no blog conmo justificar seu voto
segue informações v
ia site do Tribunal Superior Eleitoral

Esse formulário pode ser obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, nas páginas da Internet dos tribunais regionais eleitorais de cada estado e, no dia do pleito, nos locais de votação ou de justificativa.
No dia da eleição, basta que o eleitor, portando o título eleitoral e um documento oficial de identificação com foto, entregue o Requerimento de Justificativa Eleitoral devidamente preenchido em qualquer um dos locais destinados ao recebimento do RJE.Caso o eleitor não entregue a justificativa no dia da eleição, ele deve apresentar, até 60 (sessenta) dias após cada turno da votação, requerimento (formato PDF) dirigido ao juiz da zona eleitoral na qual esteja inscrito, pessoalmente, em qualquer cartório eleitoral, ou pelos Correios. O requerimento deve seguir acompanhado da documentação comprobatória da impossibilidade de comparecimento ao pleito e será examinado pelo juiz eleitoral.justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu por estar fora de seu domicílio eleitoral. Assim, se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turnos da eleição, terá de justificar sua ausência para o primeiro e para o segundo, separadamente, obedecendo aos mesmos requisitos e prazos para cada um deles.O eleitor pode justificar a ausência às eleições tantas vezes quantas forem necessárias, mas deve estar atento a eventual realização de revisão do eleitorado no município onde for inscrito, o que poderá levar ao cancelamento de seu título eleitoral.
O eleitor que estiver no exterior pode obter mais informações aqui.
O endereço dos cartórios eleitorais poderá ser obtido nas páginas dos tribunais regionais eleitorais na Internet.
O eleitor também poderá checar os postos de justificativas disponíveis.
ATENÇÃO! Se o requerimento for entregue com dados incorretos ou que não permitam a identificação do eleitor, não será considerado válido para justificar a ausência às urnas.
Download do Requerimento de Justificativa Eleitoral - para utilizar apenas no dia da eleição – 1º turno (7.10.2012) e 2º turno (28.10.2012) - (formato PDF)

1.722.880 abstenções

Sim!!
Esse é o numero de pessoas que não votaram em São Paulo, 1 em cada 5 pessoas não votaram!!
Fico pensando...
Os dois candidatos não satisfaziam os anseios da população?
As pessoas estão desacreditadas na politica?
Foram aproveitar o domingo?
Protesto?
(se quiser deixar sua opinião será muito bem vinda...)

O fato é que em São Paulo venceu o candidato do partido que não estava no governo, segundo uma reportagem que ouvi ontem a menos ideológica dos últimos tempos (Cultura - audio), qual seria a razão?
A mudança? Ela esta acontecendo (pelo menos em nome e partido) agora vamos ver o que de fato irá mudar...
Por falar em mudança, vale dizer que 40% dos vereadores de SP são novos (reportagem G1)
Veja alguns candidatos, seus partidos, mudanças e repare nas abstenções elas me deixam com mais duvidas que certezas..
Eleito Partido Mudança Partido Abstenções
Haddad PT Sim   DEM/PSB 19,99%
Fortunati PDT Reeleito 18,55%
Cesar souza jr PSD Sim  PMDB 20,32%
Gustavo Fruet PDT Sim PSB 10,09%
Eduardo Paes PMDB Reeleito 20,45
Alcides Bernal  PP Sim PMDB 18,53%
Marcio Lacerda PSB Reeleito 18,88%
Luciano Rezende  PPS Sim PT 21,38%
ACM Neto DEM Sim PP 21,53% ex prefeito mudou de partido algumas vezes
Roberto Claudio  PSB Sim PT 16,63%
Carlos Eduardo PDT Sim PV 19,44%
Luciano Cartaxo PT Sim PSB 17,24%
Mauro Mendes PSB Sim PTB 18,79%
Artur Neto PSDB Sim PDT 18,08%
Zenaldo Coutinho PSDB Sim PTB 20,01%
Paulo Garcia PT Sim PMDB 12,41% mas ele era vice da ex prefeita 

A título de curiosidade Tiririca foi eleito um dos 25 melhores deputados, por jornalistas que cobrem o congresso
http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Resultados/noticia/2012/09/tiririca-e-um-dos-25-melhores-deputados-do-congresso.html

Mapa por zona eleitoral de SP
Desempenho dos Partidos nas cidades com mais de 200 mil eleitores
Saiba o partido que ganhou em cada cidade e veja a divisão de partidos pelo país









sábado, 27 de outubro de 2012

Imagem nas nuvens

Hoje voltando de Belo Horizonte resolvi tirar uma foto através da janela do ônibus, de repente recordei uma brincadeira que é de caçar im agens nas nuvens.. e não é que eu encontrei na foto um carneirinho.. e minha mãe ainda viu um jacaré...
ACHOU??

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Caçando Easter Eggs

Primeiro o que seriam “easter eggs “? Uma tradução ao pé da letra seria algo como “Ovos de Pascoa”, mas também são conhecidas referências escondidas (não sei se tão escondidas assim..) que aparecem nos filmes da Pixar.
Para você pai, mãe, padrinho que por alguma vez já pensou, vai assistir esse filme de novo... tai um ótimo desafio ou possibilidade assistindo filmes da Pixar, Disney ou qualquer outro, procurar imagens não percebidas...
O Carro de pizza aparece em vários filmes e é um dos mais comentados, você nunca reparou? veja o vídeo no final do texto. Mas existem outros dá uma olhada nisso

Nemo e Boo

Jessie (toy Story -em cima da mesa)
Tem brinquedo espalhado na casa do Wall-E (Mike Wazowski - Monstros S.A)

Homenagem a Jurassic Park de Steven Spielberg

 O ursinho do Toy Story no filme Up Altas Aventuras

Por falar em Up agora coloco exemplos que eu gosto bastante (e acho fantástico quem descobre, eu encontrei no Diário Cinéfilo) Na foto abaixo existe um postal (uma carta) para Carl e Ellie o Casal de Up

E o que seria A-113 que aparece diversas vezes

Numeros o 237 que aparece na imagem abaixo é uma referência ao quarto de "O Iluminado" Filme favorito do diretor Lee Unkrich, detalhe ele está usando um Apple (a Pixar cresceu após a compra de Steve Jobs)
 As vezes me pergunto será que eles não estão “economizando ideias? (brincadeira) mas eles conseguem compor imagens e as pessoas ainda vão atrás para descobrir


Só para constar na cena do Toy Story (1995) O carro tem a marca Dinoco que aparece no Relâmpago McQueen tem muito mais no
 Diario Cinéfilo (onde encontrei algumas imagens - alem do yahooe Ig (clique no link)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Momentos para ficar na memória

(imagem cedida por Marta Marcondes)

Quero tentar algo aqui no blog, compor um texto com a colaboração das pessoas.
Vou iniciar o texto e deixar que as pessoas componham a sequencia.. (colocarei 2 exemplos nos comentários).
Atuo com eventos desde 1998, com viagens desde 2000 e algumas pessoas acabam me perguntando: Se ainda tem alguma coisa nova? o que me faz continuar viajando? etc...
Um dia desses, eu li no mural de Cesar Rodrigues(na rede social) uma frase assim:
“Todas as viagens são lindas, mesmo as que fizerem nas ruas do seu bairro. O encanto dependerá do teu estado de alma” e me fez lembrar de uma frase de Schoppenhauer que publiquei no texto que falei de Porto Seguro que diz
“A novidade das coisas e dos acontecimentos faz com que tudo se grave em nossas consciência”
E acredito muito nisso! Em momentos que podem se tornar inesquecíveis!!!
Você que já participou de um momento desses em uma viagem ou em alguma rua do seu bairro?
Leia exemplos nos comentários
Compartilhe aqui...


Abraços a todos!
@rafavac

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Viagem de formatura

Fiquei afastado por um tempo do Blog pois estava em Porto Seguro - Ba, trabalhando com passageiros com idade média de 17 - 18 anos. Em outros momentos já tive a oportunidade de estar com pessoas de diferentes idade, e o texto se aplica a todas elas.
No inicio usei o termo passageiros, mas não sei se ele seria o mais apropriado para o momento. Pois apesar de ter grande relação com o turismo (viagem) ele se define como "quem é transportado num veículo" (mini dicionário Houaiss). No caso de Porto Seguro o transporte foi o avião, mas poderia ser um ônibus, um carro ou até mesmo um navio. Outra definição para o termo seria  "não permanente e efêmero" (efêmero - que dura pouco). Ok, pode ser uma passagem, que dure pouco, mas estar com colegas, amigos ou outras pessoas com quem podemos dividir momentos, conversas e histórias que não caberiam em um só texto, pode ficar por muito tempo na memória.
A viagem boa não é definida pela quilometragem, mas, assim como no lazer, pelo tempo e pela atitude daqueles que a vivenciam...
Por isso esse texto é um agradecimento a todos aqueles com quem eu, por algum momento, pude dividir meu tempo ou quem sabe só minhas atitudes...
Obrigado e até mais





sábado, 22 de setembro de 2012

Alguém ja viu a moeda de 5 reais?

Sim uma moeda comemorativa de 5 reais
que vai custar 195 reais, sim R$ 195,00* por uma moeda de prata comemorativa da "Entrega da Bandeira Olimpica" (foto divulgação do Banco Central), sei que a noticia é antiga, mas foi para continuar a sessão moedas no BLOG e mostrar que essa é uma prática comum (Em Niue existem algumas bem diferentes, se você não viu da uma olhada).

moedas Brasil comemorativas Olimpíadas (Foto: Divulgação/Banco Central)
Você ja viu alguma delas? e essas?
ECO 1992
Esta moeda, hoje sem curso legal, com o valor facial de dois mil cruzeiros, cunhada de acordo com decisão do Conselho Monetário Nacional de novembro de 1991, tem característica comemorativa, registrando a oportunidade histórica de especiais estudos e decisões internacionais sobre o MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO, tema da Conferência das Nações Unidas realizada no Rio de Janeiro em 1992.
(info retiradas do site do Banco Central)

  Imagem da embalagem    moeda comemorativa do Encontro para o Meio Ambiente

Centenário do 14BIS
moeda de prata comemorativa do Centenário do Vôo do 14 Bis

Portinari                                                         

50 anos de Brasilia

06_MHG_eco_moeda
Ouro Preto Patrimonio da humanidade
moeda comemorativa de Ouro Preto - Patrimônio da Humanidade - UNESCO
500 anos do Brasil
moeda de prata comemorativa dos 500 anos do Descobrimento do Brasil
Pan 2007
moeda de prata comemorativa dos XV Jogos Pan-americanos RIO 2007  moeda de cuproníquel comemorativa dos XV Jogos Pan-americanos RIO 2007
Centenário Fifa      

*segundo o Correio Brasiliense 
Existe muito mais no site do Banco Central -  http://www.bcb.gov.br Onde peguei as imagens e informações

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Niue e suas moedas

Você viu a moeda do Pikachu ??

Então essa moeda foi lançada em Niue, quando eu vi não acreditei que era verdade, por isso fui fazer uma pesquisa rápida e descobri que Niue tinha muito mais... Olha isso!!

Quando eu era menino eu tinha uma colcha do Snoopy
Bob Esponja

Lembrei do Nerd Pai...
E olha essa caixa para as moedas
Motivos militares também aparecem
Esportivas



links para o sites onde consegui as imagens

Snoopy, Bob Esponja, Star WarsLegends of the air 50 anos Vietnã, Esportivas (1 e 2)


Pikachu coin


Moeda comemorativa de Niue (um estado associado a Nova Zelandia, quer saber mais link do Wikipédia)

E tem mais...




imagens
NGCCOIN.COM
PobJoy.com

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Adolescência é tempo de aprender

Ontem vi esse video “Você responde: Como você era na adolescência?”no Blog do TED e gostei muito e gostaria de compartilhar com vocês algumas idéias apresentadas por Sarah-Jayne Blakemore. Ela atua em pesquisas sobre o cérebro e seu desenvolvimento. O video esta em inglês, porém coloco abaixo quase uma transcrição do que esta sendo dito. E claro se você perceber que falta algo é só comentar, farei outros texto comentando algumas partes dele mas acho que o texto já estava um pouco longo.

Você responde: Como você era na adolescência?

Há 15 anos era amplamente assumido que o desenvolvimento majoritário do cérebro ocorria primeiros anos de vida, mas há 15 anos atrás não tínhamos a capacidade de olhar para dentro do cérebro humano e ter uma pista do desenvolvimento ao longo da vida. Na década passada, principalmente devido aos últimos avanços na tecnologia de imagens do cérebro, como a imagem da ressonância magnética (IRM em inglês- MRI – magnetic resonance imaging). Neurocientistas começaram a olhar dentro a vida do cérebro humano em todas as idades e acompanhar mudanças em suas estruturas e funções, usando IRM para quem gosta de imagens instantâneas, uma fotografia, de alta resolução de dentro de um cérebro humano vivo, e hoje nos podemos perguntar coisas como essas.
Qual a quantidade de matéria cinzenta no cérebro? E como isso muda com a idade?
E também uso funcional MRI, chamado “fMRI” para ter um vídeo um filme da atividade cerebral, quando os participantes estão participando de algum tipo de tarefa, como pensar, sentir ou perceber algo.
Muitos laboratórios estão envolvidos nesse tipo de pesquisa e nos agora uma rica realidade e uma imagem detalhada do como se desenvolve a vida no cérebro humano, e essa imagem mudou radicalmente o modo como pensamos sobre o desenvolvimento do cérebro humano, revelando que não é todo o desenvolvimento na primeira infância o cérebro continua a se desenvolver na adolescência aos 20 e aos 30. Mas a adolescência é definida como um período da vida que começam com o biológico, hormonal, e mudanças físicas da puberdade e termina na idade em que individuo atinge situação estável e independente na sociedade  (risadas isso pode demorar um longo tempo)
Uma das régios do cérebro que muda drasticamente durante a adolescência é chamada de córtex pré-frontal. Esse é um modelo do cérebro humano e esse é o córtex pré-frontal aqui na frente, essa é uma área interessante do cérebro pois é proporcionalmente maior em humanosque em qualquer outra espécie e isso envolve uma gama de altos leveis de funções cognitivas coisas como “tomadas de decisões” “planejamento” planejar o que você fará amanhã, na próxima semana ou ano. “inibições” comportamento inapropriado, você se para você mesmo dizendo algo rude ou fazendo algo realmente estúpido E isso envolve uma interação social entender outras pessoas e auto consciência. Estudos de MRI procuram o desenvolvimento dessa região que mostram que ela sofre um dramático desenvolvimento durante o período da adolescência Se você olhar o volume de massa cinza por exemplo, o volume de massa cinzenta durante as idades até 22 anos aumentando durante a infância, que é o que você pode ver nesse gráfico. Com pico na pré adolescência, o arco indica pico no volume de massa cinzenta no córtex pré-frontal. Você pode ver que o pico ocorre alguns anos depois no garoto em relação as garotas, isso provavelmente porque os garotos entram na puberdadeum pouco depois que as garotas em média, e durante a adolescência há um declínio significante no volume de massa cinzenta no córtex pré-frontal. O que agora pode soar ruim, na realidade é realmente importante no processo de desenvolvimento, porque a massa cinzenta contem células corpos celulares e conecções entre esses corpos celulares as sinapses e esse declínio de massa cinzenta corresponde há uma poda sináptica, a eliminação de sinapses indesejadas. Esse é um processo realmente importante. É a parte dependente no  ambiente animal ou humano que estamos inseridos, e as sinapses que são usadas são fortalecidas e as que não são usadas nesse ambiente são podadas. Voce pode pensar como uma poda de rosas. VocÊ poda ramos mais fracos que o restante para que ramos mais importantes possam crescer mais fortes, esse processo  afina efetivamente o tecido cerebral de acordo com as especificidades(para espécies) do ambiente, acontece no córtex pré frontal e em outras regioes do cérebro no período de adolescência. A segunda linha pesquisa que nos usamos para acompanhar (ter pistas) as mudanças no cerebro adolescente usando fMRI (função imagem da ressonancia magnética) para olhar as mudanças nas atividades do cérebro através das idades. Vou dar um exemplo do meu laboratório, no meu lab estamos interessados o cérebro social, a rede de regiões cerebrais que nos usamos para entender outras pessoas e interagir com outra pessoa, Eu gostaria de mostrar uma fotografia de um jogo de futebol, para ilustrar dois aspectos de como seu cérebro social trabalha (funciona). Isso é um jogo de futebol, Michael Owen acaba de perder um gol, e deitado no chão, e o primeiro aspecto do “cérebro social”, essa imagem é boa para ilustrar o quanto automática e instintiva das respostas sociais da emoção, em poucos segundos  Owen perde o gol, todos fazem o mesmo gesto com seus braços (mão na cabeça) e a mesma cara, que M Owen que escorrega pelo gramado, fazendo a mesma coisacom seus braços, e presumivelmente similar expressões faciais, os únicos que não fazem são os rapazes de amarelo (risadas) penso que eles estão do lado errado do estádio e estão tendo outra resposta de emoção socialque nós reconhecemos instantaneamente como um segundo aspecto  do cérebro social que essa imagem ilustra muito bem, O quanto bons nos somos para ler outros comportamentos humanos, seus atos, seus gestos, suas expressões faciais, em termos de suas emoções e estados mentais subjacentes. Você não precisa perguntar para nenhum deles para ter uma boa ideia do que eles estão sentindo e pensando naquele exato momento. ë nisso que estamos interessados em procurar no meu laboratório, lá nos trazemos adolescentes e adultos pra o laboratório para fazer um escâner cerebral, nos damos alguns tipos de tarefas que envolva pensar sobre outra pessoa, suas mentes, seus estados mentais, suas emoções, e uma das constatações que nos encontramos diversas vezes, assim como em outros laboratórios pelo mundo, é a parte do córtex pré-frointal chamada córtex pré-frontal (médio) medial, o qual é mostrado em azul no slide esta no meio do córtex pré-frontal, na linha do meio da sua cabeça. Essa região é mais ativa nos adolescentes quando eles tomam essas decisões sociais e pensam sobre outras pessoas, quando são adultos, essas são na verdade meta-analises de nove diferente estudos nessa área em laboratórios pelo mundo, e eles mostram a mesma coisa, a atividade no córtex pré-frontal médio diminui durante o período de adolescência. SE nós pensarmos que isso ocorre porque adolescentes e adultos utilizam uma abordagem mental diferente, uma diferentes estratégias cognitivas, para tomar decisões sociais, é um modo de olhar para o que são estudos comportamentais pelo qual trazemos pessoas para o laboratóri e damos alguns tipos de tarefas, vou dar outro exemplo de tarefas que usamos no laboratório. Imaginem que vocês estão participando de um de nossos experimentos. Voce vem ao laboratório, você vê essa tarefa computadorizada, nessa tarefa você vê um conjunto de prateleiras. VocÊ vê os objetos nessas prateleiras e você percebe que existe um rapaz parado atrás da prateleira,  e que alguns objetos não podem ser vistos por ele. Estão exclusos do ponto de vista do diretor, com um tipo de peça cinza de madeira. Essa é a mesma imagem das prateleiras do ponto de vista do diretor note que ele pode ver apenas alguns objetos, considerando que tem muitos objetos que mais você pode ver? Agora sua tarefa é mover os objetos. e o diretor continua parado atrás das prateleiras, ele ira solicitar que você mova os objetos, lembre-se ele não irá pedir para mover objetos que ele não pode ver. Essa introdução é realmente interessante  condição considerando um possível conflito entre a sua perspectiva e a perspectiva dele. Imagine que ele peça para mover o “caminhão mais alto do lado esquerdo”. Existem três caminhões e você vai instintivamente no caminhão branco, porque ele é o caminhão mais alto  da sua perspectiva, mas você tem que lembrar que ele não pode ver aquele caminhão então significa que você deveria mover o caminhão azul, esse o caminhão mais alto na perpectiva dele. Agora acredite ou não, adultos inteligentes, normais, saudáveis como você cometem esse erro 50% das vezes nesse tipo de julgamento. Eles movem o caminhão branco em vez do caminhão azul. Se damos esse tipo de tarefa para adolescentes e adultos, com condições de controle no qual não tem o diretor ao Ives disso nós só passamos as regras as pessoas. Dizemos a elas, ok, nos vamos fazer a mesma coisa mas dessa vez sem o diretor. Ao invés disso você vai ignorar os objetos com fundo cinza você verá que estão nas mesmas condições, apenas que a não presença do diretor ele só tem que lembrar para aplicar esta regra um tanto arbitrária, enquanto que na condição de diretor ele tem que levar em conta a perspectiva do diretor para guiar seu comportamento em curso. Ok, por  enquanto apenas as porcentagens de erros em um grande estudo e, desenvolvimento que fizemos,  isso é um estudo variando de sete a idade adulta, e o que você verá nessas percentagens de erro em um grupo de adultos na mesmas condições, o cinza são as condições (ponto de vista) do diretor, e sua visão que nossos adultos estão cometendo erros por volta dos 50% das vezes, enquanto que cometem erros muito menos erros quando não há a presença do diretor, quando eles só tem que lembrar que a regra ignora o fundo cinza. Desenvolvimento mental tem duas condições de desenvolvimento do mesmo modo entre final da infância e o meio da adolescência, existe uma melhora, em outras palavras uma redução nos erros nos dois testes, em ambas condições. Mas quando você compara os últimos dois grupos, o meio da adolescência e o grupo adulto as coisas se tornam realmente interessantes porque nele está um não continuo melhora na condição sem diretor (no-director). Em outras palavras, tudo que você precisa fazer de modo lembrar a regra e aplicar parece estar totalmente desenvolvido no meio da adolescência, enquanto opostamente se você olhar as ultimas barras cinza, ainda há um aumento significativo na condição(visão) do diretor entre o meio da adolescência e vida adulta, parece, que  isto significa que a capacidade de levar em conta a perspectiva de alguém a fim de guiar o nosso  comportamento, com algo, alias, é o que nos fazemos todo dia, todo tempoe permanece desenvolvendo-se do meio para o final da adolescência. Se você tem um filho ou uma filha adolescente e algumas vezes pensa que eles tem dificuldades em ver a perspectiva do outro Você esta certo! E Esse é o porquê. Nós alguma vezes rimos dos adolescentes Eles são imitados (parodiados), as vezes até demonizados pela mídia pelo seu comportamento típico adolescente. Eles se arriscam, são temperamentais e Sào muito auto-concientes.  Eu tenho uma piada de uma amiga minha que conta que a coisa que ele mais notou sobre suas filhas adolescentes antes e depois da puberdade foi o nível de de vergonha na frente dele. Ele disse que “antes da puberdade se minhas filhas estivessem bagunçando em uma loja Eu diria ei parem de bagunçar e eu canto sua musica preferida”e instantaneamente elas parariam e ele cantaria . Depois da puberdade isso virou ameaça . A ideia do pai cantando em público era suficiente para que elas se comportassem. As pessoas frequentemente perguntam Se a adolescência é um fenômeno recente? É alguma coisa que e=inventamos recentemente no ocidente? E na verdade, a resposta é provavelmente não! Existem muitas descrições de adolescentes na história que parecem muito similares com a descrição que usamos hoje Existe uma frase famosa de Shakespeare do “conto do inverno”: em que ele descreve adolescência assim ‘Eu desejaria que não houvesse idade entre dez e trinta e dois, ou que a juventude dormisse pelo período, pois não há nada no meio desse período a não ser pegar prostitutas grávidas, ofender anciões (velhos), roubar e brigar”.
Ele então diz “dito isso alguém alem desses cérebros fervidos de dezenove e vinte e dois anos sairia para caçar com esse tempo”
Há quase 400 anos Shakespeare retratava adolecentes em uma ótica similar a que temos hoje, mas hoje nós tentamos entender o comportamento deles e as mudanças subjacentes que estão acontecendo no seu cérebro. Por exemplo, correr riscos. Nos sabemos que adolescentes tem a tendência de correr riscos, eles tem. Eles correm mais riscos que crianças e adultos, estão particularmente mais propensos a correr riscos quando estão com seus amigos. É um importante passo para se tornar independente dos seus pais e impressionar seus amigos na adolescência, E agora tentamos entender em termos de desenvolvimento da parte do cérebro chamada sistema límbico, eu vou mostrar pra vocês o sistema límbico em vermelho no eslide atrás de mim, e também nesse cérebro. O sistema límbico esta bem aqui dentro (deep profundo) do cérebro e esta envolvido em coisas como os processamento das emoções e das recompensas. Ele te da o sentimento de recompensa, de fazer coisas divertidas, incluindo correr riscos. Ele te da o pontapé inicial para correr riscos. Essa região, a região do sistema límbico, foi encontrada e são hipersensíveis a recompensas (gratificações) ao sentimento de tomada de risco na adolescência comparada aos adultos, e ao mesmo tempo, o córtex pré-frontal que você pode ver em azul aqui no slide, é o que nos para ao riscos excessivos ainda tem muito que se desenvolver nos adolescentes. As pesquisas sobre cérebro mostram que o cérebro adolescente sofre realmente uma evolução profunda e isso tem uma implicação (importância) para educação, para reabilitação e para intervenção. O ambiente, incluindo o ensino, podem dar forma (moldar) o cérebro em desenvolvimento do adolescente, e ainda é relativamente pouco o tempo que estamos educando nossos adolescentes no ocidente. Todos os meu quatro avós, por exemplo, deixaram a escola no começo da adolescência, Eles não tiveram escolha e esse ainda é o caso de muitos e muitos adolescentes mundo afora. 40% dos adolescentes não tem acesso ao ensino secundário E ainda é um período de vida em que o cérebro esta particularmente adaptável e maleável. É uma fantástica oportunidade para aprendizagem e criatividade. então o que é visto às vezes como o problema elevado a tomadas de riscos, controle pobre do impulso, a auto-consciência, - não devem ser estigmatizadas.
Isso realmente reflete mudanças no cérebro que proporcionam e são uma excelente oportunidade para a educação e desenvolvimento social (obrigado)


Original BLOG TED  http://blog.ted.com/2012/09/17/you-answer-what-were-you-like-as-a-teenager/